Carboidratos Durante os Exercícios Físicos de Longa Duração: Tudo o Que Você Precisa Saber

Já sabemos que a ingestão de carboidratos durante os exercícios físicos melhora o desempenho em atividades de longa duração (> 1h), porém,  uma dúvida ainda persegue alguns atletas de endurance ou mesmo desportistas que gostam de dar aquela alongada nos seus treinos aeróbicos.

Carboidratos durante os exercícios físicos

O ideal é ingerir bebidas esportivas, géis, barras, frutas ou outras fontes de carboidratos? Será que isso afetará a performance no esporte?

Nas corridas, os atletas parecem fazer escolhas diferentes e vemos muitos deles sempre competindo em altíssimo nível.

Para abordar esta questão, vários estudos foram realizados na Universidade de Birmingham.

Num primeiro estudo, a ingestão de uma bebida esportiva foi comparada com a ingestão de gel contendo a mesma quantidade de carboidrato, mais água.

Os ciclistas passaram por duas horas de atividade em intensidade moderada e consumiram 1 gel por hora (com uma composição de glucose: frutose 2: 1) com 200 ml de água ou uma  bebida com carboidratos.

Carboidratos Durante os Exercícios Físicos

Em ambos os ensaios, os ciclistas receberam a mesma quantidade de carboidrato. A ingestão média de carboidratos foi alta: 1,8 g / min.

Os carboidratos foram “marcados” com carbono 13 e isso permitiu obter resultados bem confiáveis.

No final do estudo, os resultados não mostraram diferenças quanto a performance nos dois grupos .

Isso não é surpreendente, porque, o carboidrato é misturado com água em uma garrafa e, no outro caso, o gel de carboidratos é ingerido e misturado com água no estômago.

As concentrações de carboidratos são as mesmas e isso significa que a entrega de carboidratos deve ser muito semelhante.

Dica de ouro sobre o consumo de gel

Não consuma o gel sem água, pois, o conteúdo do estômago ficará altamente concentrado e isso diminuirá o esvaziamento gástrico dos fluidos, com maior probabilidade de problemas gastrointestinais.

O segundo estudo,  comparou uma barra de energia com uma bebida com carboidratos.

O design do estudo foi muito parecido: o ciclista passou duas horas em atividade moderada e, desta vez, recebeu uma bebida com carboidratos ou uma barra energética e água.

A quantidade total de carboidratos ingeridos, bem como a quantidade total de fluido ingerido foi idêntica nos dois ensaios.

A barra utilizada neste estudo era uma barra comumente disponível com alto teor de carboidratos, mas baixa em proteínas, gorduras e fibras.

Os resultados deste estudo também não mostraram diferenças estatisticamente significantes.

Dica: opte por barras energéticas com pouca proteína, gordura e fibras.

Afinal, qual forma correta de ingerir carboidratos?

O que os resultados desses dois estudos nos dizem, é que a forma na qual os carboidratos são ingeridos, realmente não altera o desempenho esportivo.

Em outras palavras, como atleta,  você pode usar géis, barras, bebidas esportivas ou o que você preferir.

Assim, os atletas podem combinar  e usar qualquer fonte energética que melhor se ajuste às suas preferências. Alguns atletas preferirão líquidos apenas, outros realmente precisam comer algo para passar por corridas mais longas.

Então,  escolha qualquer fonte de carboidrato e seja feliz!

Referências

Pfeiffer et al MSSE Med Sci Sports Exerc. 42(11):2030-7, 2010

Se quiser um conselho de um profissional sobre a quantidade de carboidratos ingeridos durante os exercícios o nutrólogo pode te ajudar.

Confira como é uma consulta com um médico nutrólogo:

Se você ainda tiver dúvidas de como realizamos o nosso trabalho, clique aqui ou no botão abaixo e marque uma consulta conosco!

marque sua consulta
Será um prazer lhe ajudar no tratamento.

Grande abraço!
Dr Luiz Gustavo Solano
Médico Nutrólogo
CRM 106353 I RQE 55075

Autor: Dr. Luiz Gustavo Rosa Solano

Médico Nutrólogo (CRM 106353 I RQE 55075) e Diretor Clínico da Clínica Solano em Sertãozinho–SP e Ribeirão Preto–SP